logo sorraia

Padrão da Raça Sorraia

padrao raca

O padrão que aqui se apresenta encontra-se descrito no Stud Book da Raça Sorraia.

1. TIPO

Perfil subconvexilineo, eumétrico e mediolíeno. Animais sobre o pernalta, de ossatura pouco volumosa mas de muito boa textura. Musculatura pobre. Quando magros tomam a forma mulina e quando gordos arredondam.

 

2. ALTURA MÉDIA AO GARROTE

Medida com hipómetro nos animais adultos:
Fêmeas: 1.44m
Machos: 1,48m

 

3. PELAGEM

Varia do baio (pardo amarelo) claro ao baio torrado, ou do rato (pardo rato) claro ao rato escuro, sempre com lista de mulo. É mais ou menos gateado ou zebrado nos cabos e por vezes noutras partes do corpo. Crinas fartas e bicolores, com cerdas escuras na linha do meio e das cor do corpo na parte mais externa. Cauda igualmente bicolor, formando uma borla na sua base. Extremidades (ponta dos orelhas, focinho, e membros) sempre em tom escuro.

 

4. TEMPERAMENTO

Arisco no desbaste, torna-se manso e tolerante no trabalho. Reage com agilidade e finura às ajudas do cavaleiro. É por vezes reparador. O macho inteiro, se bem que manso, tem muita vivacidade.

 

5. ANDAMENTOS

São correctos, não muito extensos nem saltados. São arredondados mas não muito elevados. Podem manter velocidades notáveis por um longo período.

 

6. APTIDÃO

Sela e pequenos trabalhos agrícolas.

 

7. CABEÇA

Rectangular e seca, de perfil subconvexo, crânio nitidamente inclinado em relação à face, que é bastante comprida. Os olhos expressivos, inseridos em órbita elíptica truncada posteriormente e situada acima da linha occipito-incisiva. As orelhas são sobre o comprido, secas e móveis, de implantação algo atrasada devido à inclinação do crânio.

 

8. PESCOÇO

Bem inserido, esbelto, de comprimento médio, invertido nos animais magros, armazena gordura para a época da fome, fazendo com que se transforme e apareça rodado no animal gordo.

 

9. GARROTE

Bem destacado e muito extenso, liga-se quase a meio do dorso por uma linha suave.

 

10. PEITORAL

Não muito largo mas musculoso. O cilhadouro está bem situado sob o seladouro. O tórax é profundo e não muito largo.

 

11. COSTADO

É extenso e composto de costelas chatas e compridas que guarnecem bem o flanco.

 

12. ESPÁDUAS

De comprimento médio, são secas e relativamente oblíquas.

 

13. DORSO

É curto, horizontal e destacado das costelas.

 

14. RIM

É curto, largo e convexo e encontra harmoniosamente, sem ressalto, a garupa.

 

15. GARUPA

De largura e comprimento médio e de forma elíptica, deixando ver a crista sagrada saliente com perfil subconvexo.

 

16. MEMBROS ANTERIORES

• Ligeiros de osso, mas bem aprumados.
• Braços harmoniosamente inclinados.
• Antebraços bem aprumados e pouco musculosos.
• Joelhos bem conformados, secos e pouco volumosos.
• Canelas ligeiramente compridas, secas, com tendões bem destacados com ausência de pelo remontante.
• Boletos pouco volumosos, quase sem machinhos
• Quartelas sobre o comprido e harmoniosamente inclinados.
• Cascos bem conformados e aprumados, de aspecto ligeiro e taipa de boa qualidade.

 

17. MEMBROS POSTERIORES

• Ligeiros de osso e musculatura, mas bem conformados.
• Curvilhões bem conformados.
• Canelas, boletos, quartelas e cascos como dos membros anteriores.

Utilização de cookies : Durante a navegação, cookies serão instalados para facilitar a navegação, partilhar conteúdo e rastrear as estatísticas sobre o uso do site. Se continuar a navegar, entenderemos que aceita a utilização de cookies. Mais informação.

Aceitar  Recusar